Osklen | SPFW - N42 | Outubro / 2016 (foto: Edu Lopes / FOTOSITE)

Demorei um pouco a mais, porém acabei! Tive dificuldade de encontrar os dessfiles completos do São Paulo Fashion Week, algumas marcas ainda vão demorar um tempinho para publica-los oficialmente, mas trouxe os que consegui achar – eu particularmente prefiro ver os desfiles do que apena as fotos, é como se você pudesse sentir melhor o que o estilista quis passar, fora identificar o melhor o caimento das peças, mas se quiserem volto ao modelo de postagem antigo que claro saem primeiro, digam aí nos comentário ;). Confira abaixo os desfiles e um resumo das inspirações dos estilistas que marcaram as passarelas do SPFW N42.

ANIMALE

O foco da Animale este ano estava nos Hamptons (NY) lar de Victoria Grayson, mais especificamente em Springs, que é considerado o berço do expressionismo e também onde viveram artistas como Jackson Pollock e Willem de Kooning.

Vitorino, estilista principal da marca já a dois anos conta: “A coleção fala muito desse meu encontro com a Animale” “Peguei o que há de mais simples, trabalhei com as sutilezas”. Isto se nota no fato da coleção trazer elementos típicos da marca, e que a fez sucesso absoluto entre suas clientes, como os babados, silhueta mais justa e pele à mostra, mas sem deixar a sutileza de lado.

Vale destacar o vestido inspirado em camisolas infantis de 1910, as peças de paetê e jeans, inteiramente cortadas e bordadas à mão, o look de jeans lavado e os momentos florais, especialmente os bordados em tops e jaquetas.

À LA GARÇONNE

A La Garçonne, marca de Fabio Souza e Alexandre Herchcovitch, tem o processo criativo de suas coleções de maneira livre, aproveitando conceitos do upcycling (transformar resíduos ou produtos inúteis e descartáveis em novos materiais ou produtos de maior valor, uso ou qualidade.), tendo por base o renascimento e amadurecimento, quese que de forma lírica o sentimento do movimento do iluminismo.

A pegada esportiva é evidente e isso fica por conta do Fabio que tem uma queda pelo esporte o que transitou para o desfile com o apelo ao motocross, nos abrigos de neoprene, nos camisetões que abrem o desfile com números, nos moletons coloridos, parkas e mais quer tudo e na forma como eles são usados e combinados.

É interessanusando notar que foram usadas jaquetas vintage que eles mesmos fizeram pintura à mão por cima e que os looks masculinos se assemelham a forma como o próprio Fabio se veste, com calças amplas pretas e jaquetas.

A.BRAND

A.Brand fez a famosa salada fashion com looks estão misturados, camisas e calças masculinos e femininos, blusões compridos, parkas, pijamões.

Cores em sua maioria sóbrias porém agradáveis, o que combinam com meia-estação e a estampa do cão basset Whisky, que dá o toque sútil de descontração na coleção.

A ideia agora é inspirar um lifestyle de quem gosta de design mas quer conforto. Por isso o foco em matéria-prima que mistura tecidos tecnológicos, que dão um ar esportivo, com o algodão que traz o ar de alfaiataria (não necessariamente estruturada). Desse mix vem essa moda conceitual, largadona, oversized e humorada.

IODICE

A Iódice nos leva a uma viagem misturada misturada de punk e medieval para a Índia. Entre os tecidos favoritos da coleção, pode-se apontar o veludo molhado combinado a um shape jovem e relaxado.

Tivemos também saias mídi, túnicas que passam da cintura, barras de vestidos assimétricas com pontas, malha vazada de cavaleiro de couro ou seda com metal. As cores, seguem o tema indiano: marsala, terra, caramelo e o chamado “amarelo curry – bem apropriado. Não esquecendo de dar destaque as sandálias com aplicações de tachas.

GLORIA COELHO

Inspirações visivelmente escocêsas, chegando com uma infinidade de tartan, se estendendo desde versões vazadas até o xis da bandeira escocesa. Seguindo a tradição tivemos também o próprio kilt e a “sporran” (bolsa que acompanha presa o típico kilt) que na coleção comercial vem acoplado ao kilt mas pode ser destacado e usados a sua maneira.

As peles de carneiro penteadas foram outro destaque, foi aproveitado uma malha prata de fio metalizado para dar um ar de malha de metal de cavaleiro medieval e gola alta e por baixo dos looks. Em parceria com Fiszman Jewel Studio o estilo escossês dominou também as jóias com brincos em formato de espada ou chifre de alce.

Comentários

comentários